Mulheres são reverenciadas pela

Santa Casa de Assis

Dia da Mulher é celebrado com roda de conversa, live e histórias de superação

23/03/2021 – 19h15

Após um ano de enfrentamento à Covid-19, os profissionais que atuam na área da saúde e que seguem na linha de frente, permanecem superando limites. No dia 8 de março, Dia Internacional das Mulheres, elas, que somam a maioria dos colaboradores da Santa Casa de Assis, representam a dedicação de todos os envolvidos na luta contra o coronavírus.

Neste sentindo, a Santa Casa de Assis conta com 363 colaboradoras em sua unidade hospitalar (face a 70 homens), 84 mulheres que atuam no AME Assis (diante de 15 homens) e 100 mulheres que atuam no AME Ourinhos (frente a 59 homens), ambos sob a gestão da Organização.

Os dados são do Setor de Recursos Humanos da Instituição, que fez um mapeamento sobre a predominância feminina atuante em suas unidades de saúde.

“Da recepção à administração e gerência, as unidades sob a gestão da Santa Casa são conduzidas, em sua maioria, por mulheres que mostram, diariamente, a seriedade, o comprometimento e a eficiência em todos os cargos”, pontua a provedora da Santa Casa, Profª Drª Telma Gonçalves Carneiro Spera de Andrade.

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, a Santa Casa promoveu algumas atividades desenvolvidas nas unidades da gestão hospitalar e ambulatorial.

Na Santa Casa de Assis, as colaboradoras participaram de uma live com a consultora de beleza Suzana Silva, que também é diretora sênior e consultora Mary Kay, além de Especialista em Skincare (cuidados com a pele). A live foi moderada por Dulce Stoppa Thomé, membro do Conselho de Administração e coordenadora do Grupo de Voluntariado da Santa Casa de Assis.

Nos AMEs, uma campanha nas redes sociais contou histórias de superação de mulheres. Nesse caso, um dos exemplos é a história da colaboradora do AME Ourinhos, Juliana de Mello Camargo, que relatou sua experiência de fé e superação. Ainda, no AME Assis, foi realizada uma roda de conversa com a psicóloga clínica Jaqueline Camargo Brisola com o tema “Mulheres na Pandemia: do Estresse ao Enfrentamento”.

Oportunamente, a psicóloga destaca que entre as profissionais de saúde a situação é ainda mais delicada quanto ao estresse diante do enfrentamento à pandemia. Jaqueline orienta que a mulher cuide mais de si, sem que veja isso como perda de tempo ou como egoísmo, ou até mesmo como fraqueza.

“Vejo muitas mulheres com idades acima de 45 ou 50 anos arrependidas por não terem cuidado da saúde física ou mental com maior antecedência. Por isso, eu digo para as mulheres se cuidarem mais, se cobrarem menos. Deleguem a outros familiares os cuidados com a casa, com os filhos, dividam as funções. Façam coisas das quais vocês gostam, não fiquem só cumprindo obrigações. Obrigarem-se constantemente a fazer coisas das quais não gostam, adoece vocês. Aceitem cuidados quando precisarem de ajuda, isso não quer dizer que vocês são fracas. Delimitem situações que vocês não suportam mais. E se estiver muito difícil passar por tudo isso, procurem a psicoterapia que é um ambiente sigiloso e seguro, onde vocês terão lugar, tempo e escuta para vocês”, destaca a psicóloga clínica Jaqueline Camargo Brisola.

A Santa Casa de Assis, por meio de sua Diretoria Executiva e dos Conselhos de Administração e Fiscal, parabeniza todas as mulheres pela data, em especial a provedora Profª Drª Telma Gonçalves Carneiro Spera de Andrade e as colaboradoras da Instituição que, bravamente, se dedicam à missão de salvar vidas.

O Podcast #Santo Papo com a psicóloga clínica Jaqueline Camargo Brisola, sobre o tema “Mulheres na Pandemia: do Estresse ao Enfrentamento”, está disponível no link https://open.spotify.com/episode/0z0AsMxT0X7n2X0gnaQdVZ?si=3dhtr8_uQoWbzYrjVO_L6Q&utm_source=copy-link

 

Todas as atividades realizadas em homenagem ao Dia das Mulheres, foram organizadas seguindo as orientações de prevenção ao coronavírus (Covid-19). 

 

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, a Santa Casa promoveu algumas atividades desenvolvidas especialmente para elas como no AME Assis onde foi realizada uma roda de conversa com a psicóloga clínica Jaqueline Camargo Brisola com o tema “Mulheres na Pandemia: do Estresse ao Enfrentamento” (Fotos: Comunicação Santa Casa)

Nos AMEs, uma campanha nas redes sociais contou histórias de superação de mulheres. Nesse caso, um dos exemplos é a história da colaboradora do AME Ourinhos, Juliana de Mello Camargo, que relatou sua experiência de fé e superação (Reprodução Facebook AME Ourinhos) 

Na Santa Casa de Assis, as colaboradoras participaram de uma live com a consultora de beleza Suzana Silva, que também é diretora sênior e consultora Mary Kay, além de Especialista em Skincare (cuidados com a pele). A live foi moderada por Dulce Stoppa Thomé (Fotos: Comunicação Santa Casa)